Mais de 17 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada?

Publicado originalmente em Nujoc Checagem por Camila Sampaio. Para acessar, clique aqui.

Recebemos, por meio do aplicativo Eu Fiscalizo da Fiocruz (disponível para Android e IOS) uma postagem do instagram Hora Brasília, que possui mais de 28 mil seguidores. A publicação em questão se remete a uma notícia veiculada no site Hora Brasília, com o texto: “Mais de 17 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a covid-19 atrasada.”

Postagem aborda o número de brasileiros que estão sem tomar a segunda dose. Imagem: Reprodução/Instagram

De acordo com o Correio do Povo, o ministério revelou no dia primeiro de outubro que 17,2 milhões de brasileiros já deveriam ter recebido a segunda dose contra a SARS-CoV-2 nos postos de vacinação. Ao final de novembro, o número já superava a marca de 20 milhões.

A matéria ainda justifica que esse dado poderia ser em consequência da demora para atualizar as novas imunizações no sistema, que possui um compilado de informações recebidas pelos estados, municípios e pelo Distrito Federal.

Os motivos que podem levar a não tomarem a segunda dose contra a covid-19, podem ser diversos e foram destacados no site da secretaria de saúde de Minas Gerais . Mas alguns são bem comuns, como:  “Apenas a primeira dose seria suficiente para a completa imunização”, “Após a primeira dose da vacina, tive muitas reações, não vou vacinar novamente” , “Peguei COVID-19 após a primeira dose, então não preciso mais da vacina”.

Vale destacar que somente uma dose não é suficiente para completar o quadro vacinal, é necessário duas. Quanto às reações das vacinas, isso é relativo a cada organismo e a cada fabricante, mas as reações costumam ser menos intensas na segunda aplicação. E, para finalizar, caso tenha contraído a doença, antes, depois ou entre as doses, não há ganho de imunidade. Somente as duas doses da vacina podem imunizar!

O Brasil atualmente possui quatro tipos de vacinas. Atualmente com a presença de novas variantes, já se fala de uma terceira dose de reforço com o intuito de conter a contaminação pelo vírus e fortalecer a imunidade das pessoas.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste