Dicas da semana: arte e ação política de mulheres

Publicado originalmente em portal Nós, mulheres da periferia por Lívia Lima. Para acessar, clique aqui.

Para além dos protestos, existem outras formas de ação política, inclusive artísticas. Em nossas dicas apresentamos algumas. Confira!

No fim de semana passado, milhares de pessoas foram às ruas, em diferentes cidades, para protestar contra o atual (des) governo do nosso país. Quem aí participou? Para além das manifestações, existem muitas outras maneiras de realizar ação política, inclusive artísticas. Em nossas dicas da semana, apresentamos algumas iniciativas. Confira!

Coco feminista

A coletiva Semente Crioula, formada por moradoras da zona leste de São Paulo, realiza ação política por meio da música e o protagonismo das mulheres nas culturas tradicionais e populares, fortalecendo suas origens negra, indígena e nordestina. Nesta sexta-feira, dia 9 de julho, o grupo se apresenta às 19h30 em live do Sarau da Brasa, que este ano celebra 13 anos. A apresentação acontece no Facebook.

Marielle, semente!

Em junho, a editora Oralituras lançou o livro “A Radical Imaginação Política das Mulheres Negras Brasileiras”. Com organização de Ana Carolina Lourenço (Mulheres Negras Decidem) e Anielle Franco (Instituto Marielle Franco), em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo, a obra reúne escritos, entrevistas, projetos de leis e discursos de mulheres negras que dão as pistas do porquê de sua presença e ação política podem representar mudanças na qualidade da nossa democracia e sociedade.

Dentre os textos de Vilma Reis, Lélia Gonzalez, Luiza Bairros, Benedita da Silva, Marielle Franco, Érica Malunguinho, dentre outras. É possível baixar a versão digital do livro gratuitamente no site da editora.

Anielle Franco, diretora do Instituto Marielle Franco, que homenageia e dá continuidade ao legado da vereadora carioca, assassinada em 2018, também em parceria com o grupo Mulheres Negras Decidem, lançou na última quarta-feira, dia 7, a minissérie documental “Para Onde Vamos?”, que vai contar com a presença de mulheres negras ativistas falando sobre alternativas e caminhos para o futuro.

Produzida pela Fluxa Filmes, a minissérie lançada no Canal Brasil fica disponível na Globoplay. Toda quarta-feira de julho, será lançado um episódio inédito. E no dia 25, Dia Internacional da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha, vai rolar uma maratona.

Memória território

Comemorando 17 anos de trajetória o Grupo Pandora de Teatro realiza a estreia de três curtas-metragens criados durante a pandemia sobre diferentes facetas do bairro de Perus, periferia e extremo da noroeste da cidade de São Paulo

A “Mostra memória território” apresenta produções audiovisuais que partem de memórias envolvendo três diferentes espaços presentes no bairro de Perus: a fábrica de cimento Portland Perus, a vala clandestina do cemitério Dom Bosco e a estação de trem Perus parte da linha 7 Rubi da CPTM.

De 09 a 11 de Julho, sempre às 19h, será realizada a exibição dos curtas, seguido de bate-papo com integrantes do coletivo e convidados. No domingo, 11 de julho, será exibido o filme “Vão”, um mergulho lírico na relação do bairro de Perus e o trem que conecta a periferia ao centro da cidade, inspirado na prosa poética de “VÃO”, livro de Jéssica Moreira, co-fundadora do Nós, mulheres da periferia, que participa do bate-papo após a exibição. A programação acontece no Facebook e Youtube.

Pedras no caminho

A poeta, atriz e slammer Luiza Romão lança no dia 15 de julho seu novo livro de poemas “Também guardamos pedras aqui”, pela editora Nós. “Num país em ruínas, num momento de espólio como este em que estamos vivendo, essas pedras são minha aposta”, publicou a escritora em suas redes sociais. No lançamento haverá também uma performance que contou com participação de outros artistas na produção. Para informações sobre a pré-venda e o evento virtual, acompanhem as redes sociais de Luiza.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste