#SBPJor2020 – Confirmadas três conferências com participação de pesquisadores internacionais

Publicado originalmente em SBPJor por Bruna Meinen. Para acessar, clique aqui.

A Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) confirmou as três conferências que integram a programação dos #EncontrosSBPJor2020. O evento, que acontece entre os dias 3 e 6 de novembro integralmente no formato virtual, tem como tema central “Pesquisa em jornalismo e democracia em tempos de pandemia”.

conferência de abertura que está programada para acontecer no dia 3 de novembro, às 10h, será ministrada pela professora Susanne Fengler, professora do Instituto de Jornalismo na Universidade Técnica de Dortmund na Alemanha. Susanne é autora e editora de vários livros sobre jornalismo e responsabilidade da mídia, bem como editora associada da série de livros Kompaktwissen Journalismus. No campo da pesquisa científica, tem especial interesse em estudos comparativos em jornalismo internacional, responsabilidade da mídia, jornalismo político e teoria econômica do jornalismo.

Também no dia 3 de novembro, às 14:15h, a SBPJor realiza a conferência “A pesquisa em Jornalismo: prática e ensino na construção do conhecimento e dos afetos”. Os pesquisadores que participam da conferência são: Sônia Virgínia Moreira, Heloiza Herscovitz e Rosental Calmon Alves. Além de ser um espaço importante de diálogo entre os pesquisadores, o debate celebra a carreira acadêmica da professora Sônia, que durante o evento recebe a homenagem de Pesquisadora Sênior do Prêmio Adelmo Genro Filho da Pesquisa em Jornalismo 2020.

Sônia Virgínia Moreira é professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e professora visitante da Universidade Federal de Juiz de Fora (2018 – 2020). Sônia é pesquisadora sênior de duas redes internacionais de pesquisa: The Worlds of Journalism Study (Universidade de Munique – LMU) e The International Media Concentration Research Project (Universidade de Columbia, NY). Lidera o Grupo de Pesquisa Geografias da Comunicação (CNPq). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em jornalismo e radiodifusão. 

Rosental Calmon Alves é professor titular e dirige a Cátedra UNESCO de Comunicação e a Cátedra Knight de Jornalismo na Escola de Jornalismo e Mídia da Faculdade Moody de Comunicação, na Universidade do Texas em Austin. Ele é o fundador e diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas. Suas três áreas de ensino e pesquisa são: jornalismo internacional, especialmente o trabalho de correspondentes estrangeiros na América Latina; jornalismo latino-americano e liberdade de imprensa; e jornalismo digital e empreendedorismo. 

Heloiza Herscovitz é professora titular do Departamento de Jornalismo e Relações Públicas da Universidade da Califórnia, em Long Beach. Heloiza tem uma extensa carreira que começou no rádio (Farroupilha e Continental de Porto Alegre), passou por televisão (RBS TV) e jornais impressos (Zero Hora, Gazeta Mercantil, editora Abril e O Estado de S. Paulo). Foi uma das primeiras pesquisadoras da sua geração a analisar as rotinas dos jornalistas nas redações brasileiras. Nos últimos anos foi membro da diretoria da Association for Education in Journalism and Mass Communication (AEJMC), a organização reúne o maior número de pesquisadores da área nos Estados Unidos. 

No dia 5 de novembro, às 9h, está agendada a conferência “Pesquisa Aplicada em Jornalismo” que conta com a mediação do professor Carlos Eduardo Franciscato (UFS) e com os convidados Jesús Flores Vilar, João Canavilhas e Elisabeth Saad.

Jesús Miguel Flores Vilar é professor na Universidade Complutense de Madrid e  Diretor do Internet Media Lab. Fundador e co-diretor do Internet Journalism Observatory e fundador da Journalists Bloggers Association. As linhas de pesquisa estão focadas no Estudo de Tecnologias e Ciberjornalismo e compreendem Inovação e Ciências Interdisciplinares em Ciberjornalismo; Fenomenologia das mídias sociais; Modelos de negócios cibernéticos; Treinamento e novos perfis; Códigos e linguagens meta-narrativas e transmídia, entre outros. Flores Vilar é autor e organizador de diversos livros relacionados a esses temas. 

João Canavilhas  é professor da Universidade Beira Interior (Covilhã – Portugal), onde atualmente é vice-reitor de Internacionalização e pesquisador do LabCom – Laboratório de Comunicação Online. O trabalho de investigação do pesquisador centra-se em vários aspectos da “Comunicação e Novas Tecnologias”, nomeadamente nas áreas do jornalismo online, e-política, redes sociais e jornalismo para dispositivos móveis. É autor ou coautor de vários livros, capítulos de livros e artigos em revistas científicas nacionais e internacionais.

Elisabeth Saad é professora titular do Departamento de Jornalismo e Editoração na Universidade de São Paulo (USP). Atua como docente e pesquisadora nas áreas de comunicação digital e jornalismo digital. Nestas, enfatiza pesquisas e orientações nos segmentos de estratégia e negócios de informação digital e na correlação entre a estratégia e o desenvolvimento de novas linguagens para conteúdos digitais. É componente do Editorial Board e do Review Team do periódico Digital Journalism (Taylor & Francis) e coordenadora do grupo de pesquisa COM+, registrado no CNPq. Elisabeth é também autora de diversos livros e  palestrante internacional e estrategista digital.

Serviço: Para acessar a programação completa do evento e saber mais sobre os conferencistas, acesse o site oficial do evento. 

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste