Novo remédio contra a covid-19 da farmacêutica Merck funciona?

Publicado originalmente em Nujoc Checagem por Camila Sampaio. Para acessar, clique aqui.

Recebemos, por meio do aplicativo Eu Fiscalizo da Fiocruz (disponível para Android e IOS) uma postagem no instagram do médico Ricardo Ariel Zimerman tratando de uma nova medicação que pode auxiliar no tratamento à COVID-19. O post fala que o antiviral Molnopuravir em desenvolvimento pela farmacêutica Merck funciona, uma vez que outros antivirais testados precocemente como a Ivermectina funcionaram.

De acordo com os dados preliminares dos testes clínicos disponíveis na matéria do Valor Investe, a droga está na terceira fase dos testes, e os resultados mostraram que o antiviral reduz hospitalizações ou mortes em 50%. Desse percentual, 7,3% dos 385 pacientes que receberam a droga acabaram internados ou falecendo, contra 14,1% dos 377 que tomaram o placebo. O remédio se mostrou eficaz contra as variantes gama, delta e mu.

A droga da farmacêutica, está em fase experimental e promete reduzir as hospitalizações e mortes em pessoas no início da infecção e não em estado grave que testaram positivo para coronavírus. O medicamento ainda não foi avaliado por outros cientistas e não está à venda, como diz a matéria do G1 sobre o assunto.

Apesar do otimismo, é importante salientar que os vírus e bactérias evoluem para frear ou derrotar mecanismos de ataques das drogas, por isso mesmo que a droga passe em novos testes, ela precisaria ser acompanhada por outros tratamentos, a fim de limitar uma evolução resistente como explicado na matéria do exame. Essa peculiaridade do vírus e bactérias justificam porque outros virais testados anteriormente não funcionam.

Por último, vale ressalta que a Ivermectina não possui eficácia no tratamento a COVID-19. O tema, inclusive, já foi checado várias vezes aqui no Nujoc Checagem, conforme você pode ver aqui.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste