Novo coronavírus não resiste ao calor de mais de 36 graus

Publicado originalmente em Rodon Notícias por Josué Oliveira e Fabiane Souza. Para acessar, clique aqui.

Junto com as notícias de ondas de calor por todo o Brasil nos últimos dias, surgiu uma mensagem nas redes sociais alegando que o coronavírus não seria capaz de resistir à temperaturas de mais de 36 graus celsius.

Na mensagem há um grande apelo religioso e espiritual afirmando que o vírus seria eliminado em temperaturas altas. A OMS (Organização Mundial da Saúde), concorda que temperaturas altas contribuem para a inativação de vírus, mas ressalta que a temperatura da região por si só não é determinante para reduzir a disseminação ou eliminação da Covid-19, pois o contágio se dá de diferentes formas.

O risco de contágio se dá, principalmente, por gotículas que saem do nariz e boca carregadas com o vírus, podendo infectar outras pessoas apenas pela tosse ou simplesmente pela fala. Sendo assim, o vírus está dentro do corpo humano, que tem temperatura média de 37°C, mais quente que o limite que vem sendo citado nas mensagens. E quando o indivíduo contaminado com o patógeno apresenta febre, essa temperatura pode subir mais 3ºC ou 4ºC — e o vírus continua ativo mesmo assim.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste