Jornal Beira do Rio reúne edições para celebrar os 64 anos da UFPA

Publicado originalmente em Jornal Beira do Rio por Rosyane Rodrigues. Para acessar, clique aqui.

Os registros dão conta de que a Universidade Federal do Pará foi criada em 2 de julho de 1957, com a sanção da Lei nº 3.191 pelo presidente Juscelino Kubitschek. Em outubro do mesmo ano, a então Universidade do Pará aprovou seu primeiro Estatuto e, em novembro, o reitor Mário Braga Henriques iniciou seu exercício. De lá para cá, a Instituição reuniu suas faculdades espalhadas pela cidade e mudou-se para as margens do rio Guamá, impactando sobremaneira a sua vizinhança, fez diversas reformas estatutárias, implantou novos cursos, avançou para todas as regiões do território paraense, aprovou seu regimento geral e, hoje, está sob a administração do seu 14º reitor, Emmanuel Zagury Tourinho.

O Jornal Beira do Rio, veículo de divulgação científica da UFPA, tem sido uma testemunha privilegiada da história da maior universidade pública da Amazônia. Criado em outubro de 1985, o Beira do Rio sempre teve como principal objetivo divulgar para a sociedade as pesquisas e os projetos desenvolvidos pela Instituição, reforçando, assim, o seu princípio fundamental: a integração entre ensino, pesquisa e extensão.

Para celebrar o aniversário de 64 anos da UFPA, reunimos algumas capas que contam flashes dessa história e mostram um pouco do que vivemos até aqui.

A edição nº13, de 1987, celebra os 30 anos da Universidade, com evento realizado no Teatro Margarida Schiwazzappa, em Belém. Entre os homenageados, está o reitor José da Silveira Netto, responsável pela implantação do Campus Pioneiro do Guamá. Em setembro de 1988, o Beira do Rio anuncia o início das obras do Hospital Universitário, com recursos na ordem de 499 milhões de cruzados. Em julho de 1990, a UFPA cria um programa de combate ao analfabetismo. O objetivo era também desenvolver o espírito crítico dos alunos.

Em agosto de 1996, a capa destaca os 10 anos do Programa de Interiorização da Universidade: “programa ainda sem similar em qualquer universidade brasileira”. A edição n.44, de outubro de 2006, fala de investimento em infraestrutura e pessoal para tornar oficial o seu caráter multicampi. Em julho de 2007, a edição especial homenageia os 50 anos da Universidade. Em setembro de 2008, têm destaque as mais de 80 obras em andamento nos campi de Belém e do interior, realizadas com recursos próprios, de emendas parlamentares e do Reuni. Março de 2009 traz a inauguração da Rádio Web, instalada na Facom/ILC.

A edição n. 95, publicada em junho/julho de 2011, divulga projeto realizado em parceria com a Universidade do Amazonas para a certificação de dermocosméticos. A edição n.117, de 2014, dá destaque para a diversidade garantida pelo Sistema de Cotas adotado pela UFPA. A edição comemorativa de junho/julho de 2017 traz um balanço do crescimento da Instituição nos seus 60 anos. A capa de set./out./nov. de 2020 é um retrato do momento atual e de como todos fomos atingidos pela pandemia da Covid-19. O destaque da edição é para os desafios impostos pelo Ensino Remoto Emergencial.

E aí, gostou deste “túnel do tempo”? Você pode consultar essas e outras edições no site do Beira do Rio. No menu principal, acesse o botão edições digitalizadas, escolha o ano, a edição e boa leitura!

 Beira do Rio edição 159

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste