Intervozes assina carta pelo banimento global do reconhecimento facial e tecnologias de vigilância

Publicado originalmente em Coletivo Intervozes. Para acessar, clique aqui.

O Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social e mais de 170 organizações do mundo assinaram a “Carta aberta para banimento global de usos de reconhecimento facial e outros reconhecimentos biométricos remotos que permitam vigilância em massa, discriminatória e enviesada”. A carta é fruto da campanha “Ban biometric surveillance”, mobilizada pela Access Now, Anistia Internacional, European Digital Rights (EDRi), Human Rights Watch, Internet Freedom Foundation (IFF) e Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

No documento, as organizações pedem o banimento total do uso de reconhecimento facial e outras tecnologias de vigilância capazes de identificar, seguir, destacar individualmente e rastrear pessoas em todos os lugares que elas vão, minando os direitos à privacidade e à proteção de dados, à liberdade de expressão, à liberdade de reunião e associação e à igualdade e à não-discriminação.

“Essas tecnologias, desde seu design, ameaçam os direitos dos cidadãos e já causaram danos significativos. Nenhuma proteção técnica ou legal poderia eliminar totalmente a ameaça que representam e, portanto, acreditamos que nunca devem ser usadas em espaços públicos ou de acesso público, seja pelo governo ou pelo setor privado. O potencial de abuso é muito grande e as consequências muito graves”, diz a carta.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste