Criança terá dupla paternidade em registro

Publicado originalmente em instagram de Direitos Humanos na Pandemia. Para acessar na íntegra clique aqui.

Nesse sentido, objetivou-se garantir o bem-estar da criança, pois ela teria convivido com o esposo de sua mãe desde o nascimento. “Ressalvados entendimentos em sentido contrário, a exclusão da paternidade registral, no presente feito, poderá ocasionar danos irreversíveis ao menor, e a improcedência do pedido de reconhecimento da paternidade em relação ao pai biológico fere seu direito de pai que busca desde os primeiros dias de vida do menor”, concluiu a desembargadora Angela de Lourdes Rodrigues, a qual propôs tal entendimento.

Para mais informações acesse: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2021/07/amp/4938767-dupla-paternidade-justica-determina-que-crianca-tera-nome-de-pais-biologico-e-afetivo-na-certidao.html

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste