APC e Anatel lançam manual para implementação e gestão de redes comunitárias no Brasil

Publicado originalmente em Coletivo Intervozes. Para acessar, clique aqui.

Nesta quarta-feira (20), a Association for Progressive Communications (APC) lançou o Manual de Redes Comunitárias, elaborado em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social participou da elaboração do manual por meio do Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (CDUST), que integrou por duas gestões consecutivas (2017-2021).

Redes comunitárias são redes digitais auto-organizadas por grupos de pessoas, como associações de bairro e/ou cooperativas, sem fins lucrativos, a fim de remediar a falta de conectividade. Essas redes buscam equipamentos mais acessíveis e mão de obra local. Elas existem em várias partes do mundo em diferentes formatos e basicamente são redes locais, que podem utilizar diferentes tecnologias, criadas e gestionadas por comunidades geralmente desatendidas pelo mercado das telecomunicações e pelas políticas públicas.

Além do manual, também estão disponíveis para acesso público um Sumário Executivo do Estudo de Políticas, que traz recomendações de políticas públicas para facilitar a emergência e sustentabilidade de redes comunitárias no Brasil, e o vídeo “Construindo um ambiente de incentivo às redes comunitárias no Brasil“, que explica a importância da construção de redes comunitárias de internet para enfrentar as desigualdades de acesso no Brasil.

Os materiais fazem parte da iniciativa “Apoiando estratégias lideradas pelas comunidades para endereçar a brecha digital”, projeto implementado pela APC, rede que o Intervozes também integra, em parceria com a Rhizomatica.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste