Instituto Devir Educom desenvolve cultura de participação social que conduz à preservação dos direitos humanos

Criado em junho de 2018, o Instituto Devir Educom atua com o olhar para a transformação social, desenvolvendo ações e projetos educacionais, culturais, socioambientais e de pesquisas nas interfaces entre a comunicação e a educação.

Os esforços são destinados a contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, solidária, igualitária, dialógica, participativa e sustentável. Por isso, entende-se como fundamental à preservação dos direitos humanos e o desenvolvimento de uma cultura de participação social que propicie mais acesso a informação, cultura e educação.

Os princípios contemplam a construção coletiva de conhecimento, sob o conceito de uma educação integralizada, promovendo a inter e a transdisciplinaridade por meio do sujeito holístico. O Instituto pensa as ações de cidadania nos territórios, identificando possibilidades de aprendizagem por meio dos recursos da comunicação e da tecnologia, em uma cidade com propósitos educadores.

Nesse sentido, um importante diferencial é a convergência do diálogo, que decorre do debate e da leitura crítica da mídia, assim como a produção de informação pelos diversos canais existentes e propiciados pela comunicação.

Em suas ações, também buscam a valorização e a preservação do patrimônio imaterial dos locais, promovendo e fortalecendo, por meio de ações educomunicativas, o sentido de pertencimento e de empoderamento dos sujeitos. Ainda buscam a permanente reflexão e partilha de saberes, o desenvolvimento das potencialidades, o resgate da autoestima e o protagonismo dos sujeitos em uma cultura de paz e de responsabilidade social. 

Por que Devir Educom?

Devir é um movimento permanente capaz de criar e modificar tudo o que existe. Como verbo intransitivo, traz o sentido de passar a ser, fazer existir, tornar-se ou transformar-se. Na perspectiva filosófica, é a passagem da potência do ato, a metamorfose perpétua das coisas que evoluem.

Tem como princípios o colaborativismo, a participação social, a livre expressão comunicativa e o protagonismo dos agentes sociais.Devir é um movimento permanente capaz de criar e modificar tudo o que existe. Como verbo intransitivo, traz o sentido de passar a ser, fazer existir, tornar-se ou transformar-se. Na perspectiva filosófica, é a passagem da potência do ato, a metamorfose perpétua das coisas que evoluem.

Educomunicação é o campo de intervenção social que propõe a construção de ecossistemas comunicativos abertos, dialógicos e criativos, além de processos educativos horizontalizados, em círculos, proporcionando a partilha de saberes mencionada por Paulo Freire. 

​Saiba mais acessando o site.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste