É falso que Rebeca Andrade usa “Funk de Bolsonaro” em apresentação nas Olimpíadas

Publicado originalmente em Âncora dos Fatos. Para acessar, clique aqui.

Na manhã de quinta-feira, 29, os amantes dos esportes pararam para ver a ginasta brasileira Rebeca Andrade, de 22 anos, fazer história nas Olimpíadas de Tóquio. Ao conquistar a medalha de prata no individual geral, ela se tornou a primeira medalhista olimpíca da ginástica feminina do Brasil.

O som do funk “Baile de Favela”, escolhido por Rebeca Andrade para a apresentação no solo, ecoou em solo japonês.
Porém, no Brasil, a música foi alvo de repercussão nas redes sociais.
Postagens falsas espalhadas na internet afirmam que “Rebeca dá show ao som de música Funk do Bolsonaro”.

A informação não diz respeito à verdade.

A trilha sonora utilizada nas Olimpíadas pela atleta brasileira tem como base o funk “Baile de Favela”, composto por MC João, e não uma paródia feita em 2018, pelo MC Reaça, que ficou conhecida como “Funk de Bolsonaro”.

A trilha mistura “Toccata and Fugue”, de Johann Sebastian Bach, com O “Baile de Favela”, do MC João.
A trilha sonora utilizada por Rebeca foi feita pelo produtor musical Misael Passos Junior e outros colaboradores.

No Instagram, Misael explica como a música foi criada.

“Com as idéias incríveis do Rhony de misturar Bach com funk , e a direção toda da Angela, a gente conseguiu um resultado muito legal. Lógico que acabei dando uma re-harmonizada no funk, mas ainda é funk Baile de Favela!”, escreveu Misael.

Olimpíadas

Rebeca ainda tem mais competição pela frente no salto e no solo. O coreógrago dela disse que haverá uma surpresa na apresentação solo que acontecerá no domingo. O “Baile de Favela” promete surpresas em Tóquio.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste