Desinformação: Postagem associa vacina à morte de ex-jogador Sicupira

Publicado originalmente em Âncora dos Fatos. Para acessar, clique aqui.

Um post que circula nas redes sociais associa a morte do ex-jogador e artilheiro do Clube Athletico Paranaense, Barcímio Sicupira, ao isolamento social e à vacinação contra a Covid-19.

“Sicupira, que estava em completo isolamento há mais de um ano, recebeu a 3.° dose em abril de 2021. Morreu dormindo em novembro”, diz a postagem feita no Twitter. Com as palavras, a autoria da postagem deixa a entender que o isolamento não foi eficaz e ou a vacina.

A mesma publicação diz que “sua mãe, bastante idosa, 111 anos. Também morreu, 2 dias depois de vacinada, de “causas naturais” por causa da idade”. Sugerindo também que a morte da mãe do jogador estaria ligada à vacina.

distorcido Sicupira não morreu em decorrência da Covid-19 e nem em função da vacinação contra a doença

O ex-jogador Sicupira, de 77 anos, faleceu em Curitiba no domingo, 7 de novembro, dormindo, após se recuperar de uma cirurgia no pulmão. Ele era ex-fumante, tinha problemas respiratórios, foi diagnosticado desde os 40 anos com efisema pulmonar e havia permanecido internado na UTI em um hospital da capital paranaense.

No dia 16 de outubro, Sicupira fez uma postagem em seu Instagram, onde relata que esteve internado no Hospital Constantini e estava de alta médica. “Boas notícias, pessoal! Acabo de chegar em casa. Foram dias bem intensos e agora o cuidado continua. Espero não voltar tão cedo(…)”, disse ele, se referindo ao hospital.

Sobre o fato de que Sicupira estaria em isolamento há mais de um ano, também não confere. Em outubro de 2020, ele lançou seu livro na Pedreira Paulo Leminski, através do formato “Drive-thru” em área aberta.

Mas esteve no local discursando para as pessoas que estavam dentro dos veículos e recebendo homenagens de forma virtual. O momento também foi relatado por ele em suas redes sociais.

Sicupira não morreu em decorrência da Covid-19 e nem em função da vacinação contra a doença. Da mesma forma que sua mãe, a qual faleceu em abril desse ano e teve a causa da vacinação descartada pelos médicos.

Portanto, a postagem que associa a morte à vacina é desinformação, falsa e com cunho irresponsável.

A Prefeitura de Curitiba decretou luto oficial de um dia pela morte do ex-jogador de futebol. Ela informou que ele se recuperava de cirurgia no pulmão. O velório do ídolo dos torcedores do Clube Athletico Paranaense foi aberto ao público no Estádio, no bairro Água Verde, o qual foi repleto de homenagens.

QUEM É SICUPIRA

Sicupira é até hoje o maior artilheiro da história do Athletico Paranaense, com 158 gols. O jogador ganhou o apelido de “Craque da 8”, em alusão ao número da camisa que vestia.

Sicupira é até hoje o maior artilheiro da história do Athletico Paranaense

Sicupira era comentarista de rádio e televisão desde 1976. Formado em Educação Física, ele também foi professor universitário e da rede municipal de ensino público. 

Em 2020, o jogador teve sua biografia lançada no livro “Sicupira – A Vida e os Gols de um Craque Chamado Barcímio” de autoria do advogado e jornalista Sandro Moser.

Foto Destaque: Franklin de Freitas/ Arquivo Bem Paraná

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste