Vacinas são feitas de células de fetos abortados?

Publicado originalmente em instagram de União Pró-Vacina. Para acessar, clique aqui.

Há #vacinas que contêm o #vírus cultivado em células fetais humanas, mas não fazem parte da composição da vacina.

As células humanas fetais, como a HEK-293, são cópias de células de imortalizadas de um feto abortado em 1972. Hoje, as células usadas na produção de vacinas não são as mesmas das originais. Essas células são imortalizadas, incapazes de sofrerem um processo de morte celular e são úteis para produzir vetores virais de vacinas, como adenovírus modificados, sem as alterações que uma célula diferenciada, ou “madura”, realiza. Ainda, essas células são utilizadas no desenvolvimento de #terapias gênicas e oncolíticas.

Veja esta e mais outras dúvidas relacionadas às vacinas no nosso guia interativo: bit.ly/provaxinterativo (link na bio)

Fontes:
1) HEK293 cell line: A vehicle for the expression of recombinant proteins. Disponível em: ><https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1056871905000110?via%3Dihub>

2) Live and Let Live: The Remarkable Story of HEK293 cells. Disponível em: <https://www.liebertpub.com/doi/full/10.1089/hum.2020.29116.oxg>

3) Vaccines that use human fetal cells draw fire. Science.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste