Projeto Gralha Confere, da Justiça Eleitoral do Paraná, é finalista de Prêmio Nacional

Publicado originalmente em Âncora dos Fatos. Para acessar, clique aqui.

O projeto Gralha Confere, da Justiça Eleitoral do Estado do Paraná, é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça na categoria Mídia Digital. O projeto, o qual tem como objetivo o enfrentamento à desinformação, foi lançado em 2020, de forma a atuar durante as eleições, e foi destaque em checagem de informações falsas durante todo o processo eleitoral.

Gralha Confere

Em quatro meses de atividade, segundo relatório do início do projeto, a Central de Combate à Desinformação do Tribunal de Justiça (TRE) do Paraná desmentiu 22 notícias falsas, confirmou 4 conteúdos verdadeiros e explicou 2 dúvidas de repercussão geral, em um total de 28 apurações sobre a segurança das urnas eletrônicas, o processo eleitoral e a legitimidade da Justiça Eleitoral, trabalho que mitigou o problema das fake news nas eleições paranaenses.

Gralha Confere, ícone da Checagem do TRE-PR

Hoje, são mais de 40 checagens, entre as quais se destacam assuntos sobre as urnas eletrônicas, sistema de votação e voto impresso, todos desmistificados aos eleitores paranaenses.

As informações, segunda a política de checagem, são classificadas em “Verdadeiro”, “Impreciso” ou “Falso”, e são editadas em forma de texto, áudio, cards e vídeos explicativos.

Para conhecer mais o projeto, acesse https://gralhaconfere.tre-pr.jus.br/

Dúvidas podem ser enviadas no WhatsApp +55 41 98700-5100.

O prêmio

Um total de 209 projetos das assessorias de comunicação das instituições do Sistema de Justiça participaram do prêmio, e a Central de Combate à Desinformação Gralha Confere está entre os 37 finalistas. O Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é uma iniciativa do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ) e acontece anualmente.

Foto: TRE-PR

Confira em nosso site a nossa editoria Checamos.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste