Mulheres gamers optam por nome neutro para fugir de violência

Publicado originalmente em Grupo de Pesquisa em Mídias Digitais e Internet – MíDI. Para acessar, clique aqui.

O artigo “#MyGameMyName: Gênero, violência e resistência no discurso de mulheres gamers”, com autoria de Graciele Silveira e Virginia Caetano, foi publicado na revista Tropos: Comunicação, Sociedade e Cultura. As autoras observaram que a campanha possibilitou a produção de discursos de resistência, ao legitimar e dar voz às mulheres assediadas nos jogos on-line, além de conscientizar outros jogadores.

Roteiro: Alynne Silva
Gravação e edição: Roni Lima

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram
Share on google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Language »
Fonte
Contraste